Conexão Santa Catarina

Três municípios catarinenses se destacam entre os que apresentam maior disponibilidade de computadores e telefones celulares nos domicílios

Por Carlos Dias e Martha San Juan França

Considerado um dos 30 municípios mais ricos de Santa Catarina (com PIB de 2,5 bilhões de reais) e uma respeitável colocação em quarto lugar na última pesquisa do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no País, Balneário Camboriú tem bons motivos para se destacar entre os municípios com maior mobilidade digital no anuário As Melhores Cidades do Brasil, no qual ostenta o primeiro lugar tanto na categoria geral como na de localidades de médio porte.

01

A disponibilidade de computadores e celulares nos domicílios é resultado do alto nível de educação e do fato de possuir um contingente grande de moradores jovens e universitários atraídos pelo impacto de novas tecnologias. O município também figura entre os com melhor Índice de Potencial de Consumo entre as cidades de porte médio. As pesquisas refletem esses números ao apontar a porcentagem de equipamentos digitais nos domicílios e o acesso doméstico e empresarial à internet de alta velocidade.

Em Balneário Camboriú, o acesso à internet grátis é possível em áreas como na biblioteca municipal e no Centro de Treinamento Comunitário das Nações (CTC). Em alguns espaços públicos, como shoppings, hotéis, restaurantes e cafeterias, esse serviço é disponibilizado como estratégia para aumentar a permanência dos clientes. Cidade turística, os diversos negócios relacionados ao setor são ativos no uso das redes sociais para divulgar atividades de lazer, pacotes de passeio e trocar informações.

Além das belezas naturais, Florianópolis tem sete universidades e atrai jovens interessados na tecnologia de ponta da cidade

Além das belezas naturais, Florianópolis tem sete universidades e atrai jovens interessados na tecnologia de ponta da cidade

Estudo apresentado na 10ª edição da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anpedsul), em Florianópolis, no ano passado, aponta que 81% dos alunos do ensino médio em Balneário Camboriú utilizam regularmente a internet em sua casa. O tempo de utilização diário é bastante longo, sendo que 26% passam de duas a cinco horas diárias conectados, principalmente nas redes sociais. A pesquisa mostra ainda que 92% desses jovens possuem celular.

Sabia-2

Conforme registrado no texto sobre os destaques de Balneário Camboriú entre os municípios com melhores indicadores digitais, a prefeitura desenvolve programas para dar ainda maior acessibilidade aos moradores. Alunos da rede municipal de ensino e moradores em geral podem se matricular em cursos de informática nos níveis básico e avançado, oferecidos gratuitamente no Centro de Treinamento Comunitário das Nações (CTC). Além disso, todas as unidades de ensino municipais possuem laboratórios de informática.

02

Os mais velhos também são contemplados. A prefeitura criou cursos de informática em vários períodos com direito a certificado no final. São cursos que permitem o acesso a quem ainda não possui e o conhecimento para quem busca ocupar seu tempo, resultando no aumento da inclusão digital.

Economia criativa

Ao se tornar referência no País como acolhedora das mais importantes indústrias de softwares, Florianópolis (SC) também se tornou, consequentemente, referência em mobilidade digital, quesito em que se destacou como líder entre os municípios de grande porte no anuário As Melhores Cidades do Brasil.

“Empregamos a alta tecnologia com muita inteligência. Chamamos aqui de economia criativa”

Cesar Sousa Júnior, prefeito de Florianópolis

Para o prefeito Cesar Sousa Júnior (PSB), não se trata somente do uso de smartphones ou outras tecnologias móveis pelos seus habitantes. “Empregamos a alta tecnologia com muita inteligência, o que é algo além. Chamamos aqui de economia criativa, isto é, uma atividade em que os insumos são mentes, ideias e criatividade. E o principal ativo é a criatividade das pessoas”, afirma.

03

Ele explica que há na cidade um público jovem, formado por uma das sete universidades locais (uma estadual, uma federal e cinco particulares, todas com cursos em tecnologia da informação). “Isso tudo propicia o disseminar de hábitos, de consumo tecnológico”, avalia. “Uma cidade bonita, com praias, que retém talentos de jovens que consomem tecnologia de ponta.”

O secretário de Ciência e Tecnologia, José Henrique Domingues Carneiro, afirma que, hoje, 600 empresas dessa área estão congregadas em Florianópolis, o que torna a cidade — proporcionalmente à população — a de maior tecnologia agregada.  “Temos uma história relacionada a este desenvolvimento, um trabalho que começou na década de 1990 e se viabilizou a partir dos anos 2000”, diz Carneiro.

Todas as casas com celular

Município relativamente jovem, Cocal do Sul é resultado do desmembramento de cidades catarinenses na região de Criciúma no início da década de 1990. Sua emancipação deveu-se ao desenvolvimento econômico e à estrutura independente propiciados principalmente pelo estabelecimento da indústria de cerâmica no município, responsável pelos empregos de mais da metade da população e por 70% da arrecadação da prefeitura. É também a indústria que propicia uma boa qualidade de vida aos moradores. A proximidade de Criciúma, um grande centro comercial e que oferece possibilidade de empregos, também facilita o atendimento da população que trabalha ou estuda na cidade vizinha, mas se beneficia da infraestrutura local.

A cidade investe na qualidade de mão de obra, que tem reflexos positivos na atividade econômica e na educação, condições essenciais para a mobilidade digital. Não por acaso, Cocal do Sul se destaca no ranking de As Melhores Cidades do Brasil, sendo a primeira colocada entre os municípios de pequeno porte nesse quesito, que revela o nível de disponibilidade de computadores e de celulares nos municípios. Enquanto a média nacional é de 21,3% de domicílios com computadores e 73,9% de domicílios com celular, Cocal do Sul tem muito mais. São 60,5% das moradias com computador, sendo 45,7% com internet; e 92,5% com celular, ou seja, praticamente todas as casas.

Na área de abrangência do município, existem quatro antenas de telefonia móvel que possibilitam à população o uso de telefones celulares. A rede municipal de educação e as unidades de saúde possuem acesso à internet por banda larga na sua quase totalidade. No setor de educação, englobando escolas públicas e privadas, são 70 estabelecimentos e quase 20 mil alunos com acesso à internet. Todas as crianças e adolescentes da rede municipal de ensino, a partir dos 3 anos de idade, participam de aulas semanais de computação.

Em Cocal do Sul, o investimento na qualidade da mão de obra teve reflexos positivos na atividade econômica e na educação

Em Cocal do Sul, o investimento na qualidade da mão de obra teve reflexos positivos na atividade econômica e na educação

“Temos vários programas, além da escola, como o grupo de matemática, português, esportes com várias modalidades. Em 2014, um dos nossos alunos ganhou medalha de ouro em nível nacional na Olimpíada de Matemática” diz o prefeito Ademir Magagnin (PP).

“Temos vários programas, além da escola, como o grupo de matemática, português, esportes com várias modalidades”

Ademir Magagnin, prefeito de Cocal do Sul

Cocal do Sul foi o único município da Região Carbonífera de Santa Catarina a atingir as metas propostas pelo Ministério da Educação na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), tanto nas séries iniciais quanto nas finais. Para isso, a cidade investe em mais do que a educação regular nas escolas. Cocal do Sul conta com programas especiais, como o Clubinho de Matemática e os laboratórios de informática.

04

Além disso, o acesso à população em geral à inclusão digital é incentivado por meio de projetos em seis escolas públicas que treinam, orientam e supervisionam o aprendizado de adultos. Um dos projetos inclui laboratório na área rural. Professores e técnicos têm acesso a um sistema digital para a gestão de informações de ensino das unidades escolares e gestão do acervo das bibliotecas.

IECIDADES_pag206_DIGITAIS_RANKMOBIL